Emprego no Imobiliário Dispara

analytics-2697949_1920

Em Dezembro do ano passado, trabalhavam 40 mil pessoas como mediação imobiliária, e já tinha aumentado 43% que em 2015.

O aumento de procura de imóveis gerou um equiparável aumento do número de pessoas que trabalha nesta área como consultores. Segundo os dados da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), existem 5248 licenças ativas de mediação, entre o continente e as ilhas.

Escreve o Jornal Expresso: “A retoma económica, no mercado imobiliário em particular, fez com que novos operadores entrassem, mesmo os menos informados e estruturados, e a atribuição de novas licenças crescesse”, justifica ao Expresso Ricardo Sousa, presidente da Century 21 para Portugal e Espanha, que interpreta o crescimento como uma “correção de mercado”, face à “quebra significativa” nos anos da crise.

“Alguns dos mediadores que saíram voltaram, mas o mercado voltará a consolidar”, acredita Ricardo Sousa. Isto porque, para o responsável, hoje, vender uma casa é “muito mais que mostrar, colocar uma placa ou um anúncio na internet”. Os clientes estão mais exigentes e para os conquistar “só é possível com uma estrutura bastante profissional, adaptada às necessidades de cada mercado e região”. Para isso é preciso formar os profissionais, razão pela qual a Century 21 atribui, no máximo, 16 a 18 licenças de franchising por ano para a abertura de novas lojas.

A RE/MAX em Portugal, que conta atualmente com 5606 consultores imobiliários, não disponibiliza o volume de negócios, mas João Ferrão, assegura que “o mês de julho foi o melhor mês, de sempre, da história” da empresa em Portugal. “Nas zonas de Faro, Braga e Setúbal a finalidade é casa própria, no caso de Lisboa e Porto é um misto de casa própria e investimento para alojamento local”, afirma.

A ERA Portugal também admite que, no período entre 2015 e 2017, aumentou “muito a faturação por agência e por colaborador” nas cidades mencionadas.

Até julho, a agência da marca com maior volume de negócios foi a da Expo/Portela, em Lisboa, mas o top 20 da ERA em 2017 é, até agora, constituído pelas agências da Grande Lisboa, Grande Porto, Algarve, Aveiro e região de Setúbal.

Na Century 21, a melhor unidade de 2017 é Albufeira, apesar de no top de vendas estarem também lojas da cidade de Lisboa e concelho de Almada (distrito de Setúbal). No primeiro semestre deste ano, a gigante francesa registou uma faturação de €14,9 milhões, o que representa um crescimento de 32%, em comparação com os €11,3 milhões alcançados no período homólogo do ano passado.

Veja a notícia do Expresso, aqui.

Subscreva as notícias sobre imobiliário REMAX Vitória, e receba atempadamente as últimas para senhorios ou arrendatários, dicas para poupar em sua casa, e bons negócios:

[contact-form-7 404 "Not Found"]